O que é gestão de pessoas com foco estratégico

O avanço tecnológico e a inserção da geração millenial no mercado de trabalho trouxeram grandes desafios para a gestão de pessoas nas organizações. Estes aspectos levantaram questões sobre o real papel do departamento de recursos humanos e a necessidade de um olhar mais humano para os colaboradores.

Muitas empresas esquecem que as pessoas são a base de qualquer estratégia e não integram os funcionários em seus processos estratégicos. Essa atitude faz com que a taxa de desmotivação e desinteresse aumentem consideravelmente. O resultado é a construção de uma equipe que não se preocupa com os resultados da empresa ou se envolve com os propósitos organizacionais.

É importante olhar para a forma como o negócio está sendo conduzido e se as pessoas estão recebendo a atenção necessária. Quando um funcionário trabalha em uma empresa que não oferece perspectivas de crescimento ou investe em aspectos básicos de qualidade de vida, ele nunca se sentirá envolvido.

Como mudar essa situação? Focando em uma liderança estratégica e inteligente! Para te ajudar nesse processo, no artigo de hoje você irá aprender o que é gestão de pessoas com um foco estratégico voltado para o desenvolvimento dos colaboradores.

Leia o artigo para aprender:

O que é gestão estratégica de pessoas

A gestão de pessoas é a peça central de qualquer organização e garante que toda a equipe tenha um desenvolvimento adequado às suas necessidades profissionais. Todas as suas atividades estão relacionadas ao aprimoramento das habilidades, reconhecimento e retenção dos funcionários.

Em uma gestão estratégica de pessoas há um alinhamento entre todos os objetivos e propósitos organizacionais. Ou seja, tudo aquilo que a empresa planeja deve girar em torno do capital humano e suas necessidades. Esse processo é essencial para que um negócio permaneça competitivo e em constante crescimento na era da inovação. Afinal, são as pessoas que possuem a capacidade de aprendizado e geração de recursos.

Quando esse sistema de gestão é adotado, o departamento de recursos humanos é colocado como parceiro direto do negócio. Ele passa a responder estrategicamente no processo de tomada de decisões e inserção de novos métodos motivacionais que visam aumentar a produtividade dos colaboradores.

Podemos dizer que a gestão estratégica é composta por 4 etapas básicas:

1 – Avaliação de desempenho

Essa é uma excelente forma para acompanhar e compreender a evolução do desempenho dos funcionários. Ela precisa ser realizada regulamente para que as necessidades da equipe e da empresa encontrem um equilíbrio. Além disso, é fundamental oferecer treinamentos, bonificações e planos de carreira detalhados.

2 – Feedback

Essa é uma etapa que está ao lado da avaliação de desempenho e não pode nunca ser esquecida. Quando usado corretamente, o feedback consegue identificar os pontos fortes no trabalho de uma pessoa e aqueles que precisam de aprimoramento.

O importante é instruir o colaborador para que os fatores que afetam sua produtividade sejam evitados e, quando necessário, promover um treinamento mais profundo. Além disso, é essencial reconhecer quem alcançou um bom desempenho.

3 – Meritocracia

O reconhecimento deve ser feito através do sistema de recompensas da meritocracia. Ou seja, quando um funcionário consegue cumprir todas as metas estabelecidas ele é premiado e reconhecido. Isso pode ser feito através de bonificações, viagens e outros incentivos.

4 – Realocação

A realocação é uma alternativa para reduzir a taxa de rotatividade de pessoal. Quando um colaborador sente dificuldades em uma área, ele pode ser inserido em outra função que tenha relação com suas habilidades e os pontos positivos observados na avaliação de desempenho. Esse processo evita demissões desnecessárias e aproveita os talentos que a sua empresa já possui.

Uma dica é utilizar a gestão por competências para auxiliar nessa etapa. Ela identifica quais as habilidades que a empresa necessita e identifica o perfil profissional mais adequado para cada função.

Integrando as etapas

Enxergar essas etapas de forma individualizada e fragmentada é um erro muito comum entre os gestores. Todas elas precisam ser realizadas simultaneamente e com conectividade. Para isso, você pode utilizar ferramentas e técnicas capazes de integrá-las.

Uma dica é utilizar a gamificação em conjunto com uma plataforma de acompanhamento da produtividade da equipe. Essa metodologia é bastante flexível e pode ser adaptada à realidade em que a sua empresa está inserida.

Caso a dificuldade central da sua equipe seja se concentrar durante o expediente, a gamificação pode te ajudar com a inserção de elementos interativos e a criação de desafios que prendam a atenção dos funcionários. Definir metas também garante que cada pessoa tenha consciência dos prazos para suas tarefas.

Outra possibilidade é utilizar a gamificação em treinamentos, seleção de pessoal e incentivos para aumentar as vendas.

Otimizando os processos do RH

Depois de compreender o que é gestão de pessoas com foco estratégico e as etapas necessárias para que ela seja realizada corretamente, chegou o momento de otimizar os processos do seu departamento de recursos humanos.

Se você acredita que o RH é o único responsável pelas tarefas de gestão de pessoas, está totalmente errado e deve mudar esse pensamento agora mesmo. Os líderes também precisam se envolver!

Pensando nisso, existem algumas questões que todos os envolvidos com a gestão de pessoas precisam saber.

1 – Dominar habilidades essenciais

Líderes e profissionais de RH devem buscar continuamente aprimorar suas habilidades e de toda a equipe. Além disso, eles precisam gerenciar esses recursos de forma que estejam alinhados aos objetivos organizacionais. Somente isso garantirá o aumento da competitividade organizacional e a melhoria dos resultados.

2 – Focar na geração de valor

Quando as estratégias da sua empresa são voltadas para a geração de valor, elas serão orientadas de acordo com os critérios de quem realmente importa: as pessoas (clientes internos e externos).

3 – Acompanhamento dos investimentos x resultados

É importante acompanhar a rentabilidade de investimentos feitos na área de gestão de pessoas. A ideia de qualquer aplicação é gerar um retorno positivo para a empresa e os colaboradores, mas nem sempre será assim. Qualquer que tenha sido o seu investimento, mesmo que pequeno, os resultados precisam ser acompanhados e analisados.

4 – Ficar atento às tendências de mercado

Observar o mercado e as tendências na sua área de atuação é essencial. As empresas que não se adaptam podem perder a credibilidade diante dos stakeholders e reduzir a motivação interna. Uma dica é sempre ficar de olho nos métodos inovadores de gestão de pessoas que têm surgido para aplicar na sua organização.

5 – Usar a tecnologia como aliada

Nem sempre a tecnologia será uma vilã da produtividade, ela pode ser uma aliada para envolver e engajar os seus colaboradores. Usar os aplicativos corretos pode otimizar o seu trabalho e garantir que a sua equipe permaneça sempre motivada.

6 – Atrair e reter talentos

Essa questão é uma das mais importantes dentro da gestão de pessoas e ajuda na redução dos índices de turnover. Porém, ela precisa ser feita de modo que os funcionários cresçam e se desenvolvam profissionalmente. Por isso que as etapas estratégicas que citei no início do artigo são tão importantes!

7 – Comunicar mudanças

Por último, está a comunicação das mudanças feitas na organização. Os aspectos que forem alterados precisam ser comunicados aos colaboradores, independentemente do nível hierárquico que estão inseridos. Claro, nem tudo deve ser informado – algumas coisas são de responsabilidade apenas dos líderes e gestores.

Implementando mudanças

Existem diversos programas que muitas empresas utilizam para melhorar a motivação e envolvimento de seus funcionários no ambiente de trabalho. São algumas atitudes simples que demonstram como o RH e os líderes se preocupam com o bem-estar dos clientes internos.

Algumas dicas que você pode implementar na sua empresa:

  • Invista em gamificação no trabalho para reduzir a monotonia das atividades diárias;
  • Ofereça um momento em que os funcionários tenham contato com os seus superiores para discutirem ideias e opiniões;
  • Abra espaço para que os colaboradores apresentem sugestões e projetos de solução de alguns problemas da empresa;
  • Implemente programas que incentivem os estudos e a aprendizagem;
  • Foque em programas que melhore a saúde dos colaboradores, como ginásticas e acompanhamento psicoemocional;
  • Incentive pequenas pausas entre as atividades para que a equipe relaxe e retorne ao trabalho com força total;
  • Promova eventos artísticos que reconheçam os outros talentos dos funcionários;
  • Ofereça a participação nos resultados para quem alcançar as metas estabelecidas.

Conclusão

Investir em uma gestão estratégica de pessoas nunca foi tão importante como agora. Vivemos em um cenário de constante mudança que exige das empresas inovação e foco nas pessoas como fator essencial de crescimento. Nunca tire isso da sua mente e procure aprimorar os seus processos de liderança e gestão continuamente. Desse modo, é importante ficar atento às exigências do mercado para adaptar a empresa sempre que necessário.

Share This

sandro