Terceirização

Terceirização

Terceirização de mão de obra

Terceirização é a tendência de transferir, para terceiros, atividades que não fazem parte do negócio principal da empresa ou uma tendência moderna que consiste na concentração de esforços nas atividades essenciais, delegando a terceiros as complementares, e ainda um processo de gestão pelo qual se repassam algumas atividades para terceiros – com os quais se estabelece uma relação de parceria – ficando a empresa concentrada apenas em tarefas essencialmente ligadas ao negócio em que atua.

A Terceirização vem sendo utilizada como ferramenta administrativa já há várias décadas. Há muitos anos, nas empresas do primeiro mundo e no Brasil, se pratica a contratação, via prestação de serviços, de empresas especializadas em atividades específicas, que não cabem ser desenvolvidas no ambiente interno da organização.

Muitos segmentos se especializaram nesta prática, utilizando-se com frequência da contratação de serviços para o setor de produção. Hoje, no entanto a terceirização se investe de uma ação mais caracterizada como sendo uma técnica moderna de administração e que se baseia num processo de gestão, que leva a mudanças estruturais da empresa, a mudança cultural, procedimentos, sistemas e controles, com um objetivo único quando adotada: atingir melhores resultados, concentrando todos os esforços e energia da empresas para a sua atividade principal.

Para tanto, o sucesso de sua  aplicação está na visão estratégica que os dirigentes deverão ter quando de sua aplicação nas empresas, de modo que ela se consolide como metodologia e prática.

Como processo e técnica de gestão administrativa-operacional corrente nos países industrialmente competitivos, a Terceirização originou-se nos EUA, logo após a eclosão da II Guerra Mundial. As indústrias bélicas tinham como desafio concentrar-se no desenvolvimento da produção de armamento a serem usados contra as forças do Eixo, e passaram a delegar algumas atividades de suporte a empresas prestadoras de serviços mediante contratações.

Este conceito básico de horizontalização foi sendo aplicado, em tempos de mutação administrativa, que variou/migrou posteriormente para a verticalização, com a empresa concentrando assim, sob coordenação, todas as suas atividades técnicas e administrativas referentes à sua operação.

Na década de oitenta, o mercado sinalizou novas mudanças para as empresas. O que se retratava era uma questão máxima: cada vez mais o cliente, se tornava  o “centro das atenções” das empresas, que tentavam dirigir a ele todas as atenções. Este “voltar-se ao cliente”, conhecer realmente o seu perfil, pegou em cheio as organizações, acostumadas a dirigir o mercado, praticamente impondo o seu produto ou serviço. Assim, as pequenas e médias empresas, mais ágeis e percebendo o momento de mutação, aproveitaram-se da situação e começaram a conquistar fatias significativas deste mesmo mercado.

Foi, então, a oportunidade para que as grandes corporações praticassem um exercício de reflexão, “olhando para dentro” e descobrindo saídas que a colocassem novamente no mercado, de forma competitiva.

Este primeiro esforço de mudança foi feito com a introdução do downsizing que consiste na redução dos níveis hierárquicos, providência necessária para se “enxugar” o organograma, reduzindo o número de cargos e agilizando a tomada de decisões – o que não implica necessariamente, em cortes de pessoal.

Este processo permitiu, numa primeira etapa, uma evolução parcial na tentativa das empresas se tornarem mais ágeis, eliminando níveis intermediários, que acabavam restringindo a corrente decisória.

A prática do downsizing determinou uma reorientação empresarial que correspondeu a enfrentar outro paradigma: questionar as atividades secundárias executadas internamente e redefinir a verdadeira missão da empresa.

Com isso, o próximo passo foi responder à questão: Por que não reexaminar o papel da organização, transferindo para terceiros a incumbência pela execução das atividades secundárias , passando a empresa a concentrar todos os seus esforços na sua atividade principal, gerando com isso mais resultados.

O outsourcing expressão em inglês, que significa “terceirização” foi, então, desbravado e adotado de forma plena empresas, referenciado sempre pela concepção estratégica de implementação.

No Brasil, a Terceirização se introduziu sob outro prisma. A recessão como pano de fundo levou também as empresas a refletirem sobre sua atuação. O mercado cada vez mais restrito, acabou determinando a diminuição das oportunidades, possibilitando que novas abordagens fossem aplicadas para buscar a minimização das perdas. O exemplo da aplicação em outros países rapidamente foi acolhido pelas nossas empresas pois o ambiente era propício.

Ao mesmo tempo, a Terceirização demonstrava o outro lado da moeda: o fomento para a abertura de novas empresas, com oportunidade de oferta de mão-de-obra, restringindo assim, de certo modo, o impacto social da recessão e do desemprego. Os sucessos totais e parciais são decorrentes da formatação em que a Terceirização foi e está sendo implementada nas empresas.

Importante destacar as palavras-chaves das definições de Terceirização e que assegurado o seu entendimento, abrem perspectivas de sucesso da aplicação da Terceirização, e que são:

PROCESSO DE GESTÃO e PARCERIA. O conceito processo de gestão entendida como uma ação sistêmica, processual, que tem critérios de aplicação (início, meio e fim) e uma ótica estratégica dimensionada para alcançar objetivos. O conceito de parceria, onde o fornecedor se integra num comprometimento de verdadeiro sócio do negócio do cliente.

Explicaremos abaixo um pouco mais sobre o universo da terceirização de mão de obra, com foco em cinco de seus principais benefícios. É importante deixar claro que essas cinco vantagens dialogam entre si e estão sempre integradas.

  1. Foco dos negócios da empresa em sua área de atuação

O primeiro benefício da terceirização de mão de obra é o foco para os negócios na área de atuação da empresa. Isso acontece, já que a organização ao contratar um serviço terceirizado, elimina as preocupações com serviços secundários e pode reservar toda sua energia e dedicar seu tempo ao core business de seu negócio.

Assim, esse benefício se mostra muito importante, uma vez que ele atrai outros benefícios, que serão explorados ao longo do texto.

  1. Aumento da qualidade do serviço

O serviço terceirizado tem como outra grande vantagem sua especialização, contando com profissionais mais experientes e qualificados.

Com isso, os riscos de se obter trabalhos e serviços mal feitos diminuem bastante e as chances de se obter serviços mais profissionais e por consequência de maior qualidade, aumentam.

As empresas de terceirização buscam sempre estar por dentro das tendências nos determinados serviços que atuam, isso também garante uma maior efetividade.

  1. Redução de custos

Quando se pensa a médio e longo prazo, o serviço de terceirização de mão de obra pode reduzir os custos de sua empresa. Isso acontece por conta de uma das características já citadas: o serviço é mais qualificado.

Com isso, menos gastos com trocas de funcionários, desperdícios de máquinas e produtos são gerados e mais capital e lucro são obtidos após determinado tempo. Tendo assim, um maior retorno sobre o investimento.

  1. Otimização do tempo

A otimização do tempo, é resultado dos outros fatores já citados. Com maior especialização e qualidade, além de uma divisão do trabalho feita com maior fluidez; o tempo é melhor utilizado.

Também deve se levar em conta que processos que geram muito tempo e preocupações passam a ser responsabilidade da empresa de terceirização; exemplos disso são os processos seletivos dos funcionários e a preocupação com seus benefícios e condições de trabalho.

É claro que esses processos devem ser acompanhados por todos, mas mesmo assim, a simples função de acompanhar demanda muito menos trabalho que realmente as realizar.

  1. Possibilidade de expansão, sem grandes investimentos

Com a otimização do tempo, redução de custos, aumento na qualidade de serviços secundários e maior foco no principal negócio de sua empresa, é notório que a última vantagem retratada aqui seja a possibilidade de expansão e crescimento de uma empresa que investe em terceirização. Essa expansão tem como diferencial não necessitar nenhum grande investimento para funcionar, sendo assim algo simples de ser implementado, mas com o potencial de gerar grandes resultados.

  1. Profissionais já preparados

Imagine um grande condomínio que necessita de serviços de limpeza, portaria, recepção e segurança. Se contratados profissionais não terceirizados ou individuais, seria necessário um treinamento específico para cada função, assim como a preocupação com equipamentos de proteção individual, entre outros fatores. Quando o serviço é prestado de forma terceirizada, os profissionais já têm o perfil necessário, bem como a orientação e o treinamento adequados, ou seja, com qualidade de serviços já no início das atividades.

  1. Substituição ágil

Em modelos tradicionais de quadro de colaboradores, quando existem faltas por problemas de saúde, férias ou até mesmo desligamentos, a empresa necessita fazer alguma adequação temporária ou até mesmo um processo de nova admissão, o que geralmente demanda algum tempo. No caso do modelo terceirizado, isso não acontece. As substituições podem ser feitas rapidamente sem prejudicar o andamento dos processos.

  1. Desvio de questões jurídicas trabalhistas

Outra grande vantagem da terceirização de serviços é a despreocupação com questões jurídicas de cunho trabalhista. Estando o colaborador atuante ligado à empresa de prestação de mão de obra terceirizada, toda e qualquer incidência de casos com este teor ficam de responsabilidade compartilhada com o cliente.

  1. Custo e controles

Especialistas afirmam que terceirizar serviços tem um custo menor e isso pode observar facilmente. O controle que entraria nas planilhas da empresa contratante também seria mais complexo, sendo que deveria abranger vários aspectos que não existem quando a opção for por serviços terceirizados.

Em última análise, podemos afirmar que a contratação de uma empresa especializada em terceirização, que seja autoridade e referência no que faz, é a garantia de mais tranquilidade e rentabilidade no seu negócio!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE